quinta-feira, 2 de maio de 2013

67a. CORRIDA SEM COMPROMISSO - PELO LAGO SUL


E começam oficialmente os treinos rumo a Maratona do RJ
E aí, Corredor?!


Não foi nada fácil. Enfrentar uma pequena mas insistente dorzinha que meu novo companheiro, o esporão calcâneo, insistia em apresentar por 19km foi uma constante luta contra minha mente, um ato de superação mesmo, principalmente se comparado a outros longões que, por muito menos, quase desisti de continuar correndo.

Mas enfrentei! Encarei o desafio desta 67a. Corrida Sem Compromisso, que era na verdade uma experiência para ver minha resistência, mais psicológica que física, à pequena dor provocada pelo esporão, ainda um pouco inflamado.

Na verdade, o pior não é durante a corrida, mas sim depois, com o corpo frio. Senti mais dor dirigindo até em casa do que correndo. Enfim, decidi fazer uma auto avaliação e, se sentir que a dorzinha, mesmo que pequena, continuo, foi desistir da Maratona do RJ. Engraçado é que no domingo foi bem mais tranquilo.

Percurso - a proposta, minha e de Aline, era fazer o treino de domingo para os maratonistas, que seria correr de 19 a 22 km. E, para isso, resolvemos encarar um percurso já bem conhecido por nós, o do Pontão até o balão do aeroporto.

O percurso é composto de constantes subidas, não muito pesadas, e descidas na ida e, na volta, um circuito um pouco mais tranquilo, com mais descidas, pequenas ainda, do que subidas. É um percurso bom, mas não é simples. 




Mas a manhã deste 1o. de maio estava agradabilíssima para correr. Começamos nossa corrida às 7h e pegamos um sol fraco, um tempo fresco com um ventinho bem ameno que ajudou e nem senti calor, apesar da distância percorrida.




Minha corrida - fiz uma corrida de estudo, como tenho feito desde a descoberta do esporão. Aí, ritmo leve, para adaptação a passada diferenciada, onde uso mais a ponta dos pés que o calcanhar ou o plantar, e também para perceber minha condição física e psicológica de resistência a pequena dorzinha causada pela inflamação.

Comecei com um pace de 6:20min/km. Durante os 19k, variei bastante, chegando a correr a 5:24 o km e também a 6:50. Resisti bem ao dolorido do calcanhar por todo o percurso, mas o incômodo ainda me preocupa um pouco e,   Durante as passadas auto avaliei que se não estiver psicologicamente preparado, vou desistir da maratona e correr a meia. Mas acho que da para encarar sim, sem me preocupar com o tempo, é claro.

Na corrida, usei um novo tênis que comprei depois de constatado o esporão. Um New Balance Baddeley 890V2, que se mostrou excelente e já será o tênis da prova. Estabilidade, conforto, leveza, maciez. Enfim, achei perfeito, como vendido pelo colega da loja.

O que me preocupou mais foi depois, quando peguei meu carro para voltar para casa. Como o pé fica numa posição só, e é no direito meu problema, senti demais a inflamação ao dirigir. Mas me tranqüilizei por que foi só sair do carro e pisar no chão que a dor passou.

Não sei ainda se vai dar para encarar a Maratona. Acho que sim, mas vou analisar, já comecei a fisioterapia e o tratamento do esporão, para tirar a inflamação e acho que os resultados estão aparecendo, apesar das dores de hoje.

Bom, faltam 2 meses mais ou menos e até lá conseguirei chegar a uma conclusão.

E vamos que vamos, ainda rumo a Maratona.

Boas passadas!


Enviado via iPad

3 comentários:

ivana. disse...

Tenho certeza que terás uma decisão acertada quanto a participar ... Meu carinho e bons treinos.

Hayra Lima disse...

Vamos Lá Guerreiro coloca na cabeça que vc pode! Sei que tem dores, mas é mais um desafio pra vc superar...querer é poder! Faça o que for necessário para uma boa recuperação e acreditar sempre! Abraços.

Caique disse...

Fala Corredoras?!
Pois ê, Hayra! Estou determinado sim e acho que vai rolar mesmo. Obrigado pelo incentivo. E a você também, Ivana. Vou decidir pelo melhor.
Boas passadas!