terça-feira, 2 de setembro de 2014

CORRENDO NO RIO DE JANEIRO

E aí, Corredor?!

Depois de mais um período de descanso, cá estou eu de volta ao blog, pronto para movimentar um pouco mais este nosso contato.

O fato é que fiquei um período longo, 3 meses, inativo e longe das corridas por conta de uma lesão e, realmente, não tinha muitos temas para relatar. Além disso, o dia a dia está intenso e o tempo curto demais. Mas uma coisa é certa: nada de abandonar o E AÍ CORREDOR.

Passei duas semanas de férias no Rio de Janeiro, e foi na cidade maravilhosa que resolvi voltar a "esticar as canelas". O palco: calçadão de Copacabana e Ipanema. Um retorno mais do que emblemático, ainda mais por que estava muito bem acompanhado em todas as corridas, com a minha namorada Aline. 

Como fiquei muito tempo parado, este retorno tem que ser gradual e por isso, não corri toda a extensão do Calçadão. Na primeira corrida, fiz do Posto 5, próximo ao Forte de Copacabana, até o Leblon, no fim da ciclovia, ida e volta, correndo cerca de 7 Km. 

Praias de Ipanema e Leblon, no Rio de Janeiro
Já na segunda vez, o trajeto foi ainda menor, apenas pela Vieira Souto, à partir do Posto 8 de Ipanema até o Leblon, ida e volta, percorrendo cerca de 5k. O mais maneiro foi que, neste caso, a corrida foi num incrível domingo de sol, correndo pela Vieira Souto, que fica fechada para os carros e lotada de gente correndo, andando, pedalando, patinando.

Mas as corridas pelo Rio não se limitaram à capital carioca não. Corri também pela linda praia de Geribá, na areia, margeando o mar. Duas voltas pela orla da famosa praia de Búzios, com um total de 7k percorridos.  Nada tão difícil já que Geri tem uma orla basicamente plana e com areia firme, nem um pouco fofa, na proximidade do mar, que possibilita uma corrida tranquila.

Praia de Geribá, em Búzios (RJ)
Mas o mais interessante neste caso foi a recuperação. O dia em que corremos não estava ensolarado e nem um pouco quente, pelo contrário. E a água de Geribá, que normalmente já é um pouco fria, estava bem gelada. Nada que nos assustasse e impedisse que entrássemos, o que mostrou-se ótimo para nossa recuperação mais rápida. No dia seguinte, nada de dorezinhas por ter corrido na areia, nem mesmo nas panturrilhas, tão forçada neste tipo de terreno.

O melhor de tudo mesmo foi poder voltar a correr. Sentia falta do movimento, das passadas, da sensação de liberdade e superação. Pedalar é muito bom também, mas não se compara, no meu ponto de vista, ao prazer proporcionado pela corrida. E poder, depois de tanto tempo parado, voltar a dar minhas passadas me deixou muito feliz.

Agora é me preparar para voltar aos treinos e às provas. Algumas já estão agendadas para este mês de setembro e o relato delas estarão aqui no E AÍ CORREDOR. 

Boas passadas.

3 comentários:

ivana. disse...

Lesão, quem não as tem, não é mesmo ? Que bom que retornas. Beijo, simbora treinar, amigo.

Sérgio disse...

Bom Retorno Amigo!!!

Caique (Carlos Henrique) disse...

Oi, Ivana!
Oi, Sérgio!
É! Posso dizer hoje (14/09) que estou realmente de volta. Corri no Circuito das Estações Caixa bem e a confiança voltou. Só 5k, mas valeram pelos 42,195k da Maratona.
Valeu, amigos, pela torcida!