domingo, 30 de setembro de 2012

10 MILHAS DA MIZUNO (OU QUASE)

Bela medalha da 10 Milhas Mizuno em 2012
E aí, Corredor?!

Mais uma prova no currículo e um percurso diferente no meu mapa de corridas em Brasília. A 10 Milhas da Mizuno, prova realizada hoje na capital federal, trouxe, para mim, um percurso diferente com uma quilometragem que já rodei, mas não com tanta frequência.

Antes já havia feito duas das 10 Milhas da Mizuno, quando a prova ainda era disputada no Eixão Sul, e uma 10 Milhas da Puma.

A prova de hoje, assim como no ano passado, aconteceu, basicamente, na L4, avenida que margeia o Lago Paranoá e onde ficam os clubes em Brasília. Por isso, um percurso agradabilíssimo, mas nem por isso simples. Encontramos todas as variações possíveis durante a prova: subidas pequenas e maiores, descidas tranquilas e "pirambeiras", terreno plano e tranquilo.

A largada, dada às 7h30, começou no Pontão do Lago Sul, um local muito agradável e bonito, bem às margens do Lago. Existiam 3 distâncias: 2,5 milhas, 8 milhas e 10 milhas, todas com a mesma largada mas com percursos bem diferentes, não só pela distância como pelo traçado.

Fiz as 10 milhas, 16 km (cada milha tem 1,6k). E nosso percurso era saindo do Pontão, pegando a L4 Sul e indo em direção ao acesso a Ponte JK. Na verdade, não chegamos nem a ver a Ponte propriamente. Passamos por cima do viaduto da pista que dá acesso a Ponte, entramos pela apertada avenida que leva ao CCBB e, aí sim, pegando a pista da JK, no sentido L4.

Depois, na L4, a volta até o Pontão, entrando já quase no fim, pela pista que dá acesso a Ponte Costa e Silva que leva ao Pontão. Aí a parte mais interessante e complicada, por que pegamos, depois de mais 8 milhas vencidas (mais de 12k), uma subida de uns 500 metros, forte. O legal era a gente sofrendo na subida e vendo a galera no sentido inverso, descendo feliz já para terminar a prova.

Na L4, trecho de pequena subida mas, na maior parte, plano. Na pista que leva ao CCBB, uma leve descida. Na pista da Ponte JK, subida até o viaduto, onde descemos um pouco para depois subir até chegar novamente a L4. Depois dela, a boa subida da pista da Ponte Costa e Silva, que depois descemos até o Pontão. Na Ponte Costa e Silva, uma tranquila subida e depois descida até que, até a entrada do Pontão, plano e para chegar um curta descida.

A organização pecou em alguns aspectos que julgo importantes. Primeiro, a placa de sinalização que divide os percursos de 10, 8 e 2,5 milhas tinha uma letra pequena e eu só consegui ver o sentido que deveria tomar bem perto dela, tendo que reduzir um pouco. Muito por causa do grande número de corredores mas também por causa das letras pequenas. Deveria vir logo um 10 enorme com uma grande seta indicando o sentido que a gente pudesse ver de longe, por exemplo.

E, o pior de todos, a distância não foi de 10 milhas. Meu Garmin estava para quilometragem, mas não teve 16k, o que seriam 10 milhas, mas 14,8k, ou 9,25 milhas. Achei que era problema com o meu relógio, mas depois que outros colegas reclamaram a mesma coisa, e com distância parecida, vi que o erro foi da organização mesmo.

A entrega dos kits também não foi maneira não. Apesar do bom staff, que tinha até massagistas a disposição tanto no dia da entrega dos kits como no dia da prova para quem correu, ficamos numa filinha. Mas não foi muito demorada não.

Mas o resto, muito bom. Bela medalha, muita água, isotônico (que sugiro que seja entregue em saquinhos como algumas provas estão usando) e um percurso desafiador. Muito bom.

No todo, achei maneira a corrida, vibrei com o percurso - nunca tinha corrida na pista que dá acesso a Ponte Costa e Silva - e com suas variações. e corri tranquilo. Pace de 5:04min/km e 1h15 para fazer os 14,8k.

Bom demais correr!!!

Boas passadas.

2 comentários:

Danilo Confessor disse...

Olá Caique,

Eu também fui nessa, e gostei muito. Em função de uma lesão, tive que mudar meu planos e não pude correr as 10milhas, tive que me contentar com uma corrida em ritmo leve no percurso de 2,5milhas.
Parabéns por mais uma prova no currículo!
Quanto ao percurso, foi uma pena esse erro. A prova tinha tudo para ser nota 10. Levei uma galera para essa corrida e todos gostaram muito do evento, mas prova com percurso errado é muito chato.

Abraços

Caique (Carlos Henrique) disse...

Fala Danilo
Também achei a corrida excelente, mas esta falha foi terrível. Espero que tomem mais cuidado no ano que vem.

Abraço Danilo e melhoras da lesão