domingo, 2 de setembro de 2012

ALTIPLANO LESTE - DESAFIO SUPERADO

Correr na trilha nesta época em Brasília é assim:
engolindo poeira !!!
E aí, corredor?!

Hoje foi dia de mais uma boa corrida matutina pelo Altiplano Leste. Caramba! Que local para correr meus amigos. Trilha com dificuldade moderada, que conta com uma bela corrida por um riacho, pelo menos 4k em asfalto e, hoje, um mergulho motivador no Rio Paranoá.

A corrida foi organizada por três assessorias esportivas de Brasília: Time, Evolua e a nossa Equipe X. Pelo menos 40 pessoas compareceram para o desafio. E desta vez, uma corrida de aventura mesmo, já que cada um tinha que levar a sua água e outros aperitivos próprios para correr.

Foram dois trechos. Um, em que todos correram juntos, consistiu na tradicional descida até o riacho, por uma trilha que foi um misto de trechos tranquilos e outros mais tranquilos. Na verdade, a maior dificuldade foi as pedrinhas no meio do caminho, os pequenos buracos e pedregulhos que faziam a gente virar o pé e a poeira. Muita poeira pelo caminho todo.

A parte da mata, correndo pelo riacho, foi a mais
gostosa da prova. Mas a que mais exigia concentração
A chegada ao riacho e a corrida por ele foi a mais prazerosa etapa do circuito. Lá, uma mata fechada refrescava o ambiente junto com a água gelada, que tínhamos que encarar vez ou outra. No final, uma caída no Rio Paranoá, que não conhecia e foi uma grata surpresa. Que delícia, meus amigos. Renovou as baterias para encararmos a parte mais dura da corrida: as subidas para voltas à chácara.

Aí a galera se dividiu. Uma turma encarou o trecho de volta à chácara, o mesmo da ida, que tinha boas subidas mas com uma distância menor, 12 km. Outra seguiu pelo caminho mais longo, já tradicional, também composto de fortes, compridas e seguidas subidas, num total de 14 km.

Desta vez encarei todas as subidas e não andei em nenhum momento. Creio que se deve ainda ao excelente condicionamento adquirido nos treinos para maratona. O bom é que tenho percebido que não tenho perdido este condicionamento, e continuo forte nas minhas passadas. Para se ter uma idéia, foi a primeira vez que encarei todas as subidonas correndo. Das outras, sempre andava uma ou outra, assim como a maioria dos corredores.

No final, o tênis fica assim: feliz por ter encarado
o desafio e querendo mais
Felicidade total na chegada, depois de pouco mais de 1h de corrida. Ótimo por ter conhecido gente nova e corrido com outras assessorias, podendo dividir com os amigos experiências em comum. O papo nas passadas entre todos eram as provas já feitas e as próximas a fazer, treinamento, nutrição, enfim, só saúde, galera!

Muito bom curtir mais um domingão correndo bem assim. 

Boas passadas.

2 comentários:

Danilo Confessor disse...

Muito legal Caique, deu vontade de conhecer. Tenho treinado um pouco de cross country também, acho muito bom. E nesse visual que você foi é melhor ainda.

Abrçs,


Danilo Confessor
Blog Confissões de um Confessor

Caique (Carlos Henrique) disse...

Danilo
Variar é sempre bom, ainda mais para um terreno diferente como uma trilha, com direito a banho de rio, tudo de bom nesta época de seca em Brasília, né?!

Vou ver se consigo te chamar em um próximo evento.

Boas passadas.