terça-feira, 10 de julho de 2012

AMIGOS NA MARATONA DO RIO

E aí, Corredor?!

Não dá para falar da Maratona do Rio de Janeiro sem mencionar o feito de cada um dos meus 54 amigos corredores que estiveram conosco, apoiando cada passada dos mais de 42k da prova. Corredores da Family Run, Meia Maratona e Maratona, todos ficamos unidos e torcendo um pelo outro.

Queria falar de todos, mas vou me prender a alguns dos que fizeram a Maratona, companheiros de meses de treino pesado, importante e incomparável ministrado pelo grande amigo e professor Nirley. Corri pensando em como estaria cada um deles na prova. Ivan, focado e disciplinado em sua sonhada e ansiosamente desejada estréia. Tião, guerreiro e companheiro de pacer, assim como Edu, que só não correu junto comigo os 33k. Edna e Susete, as meninas do grupo. Cássio e Orion, os "ausentes" mais que presentes em nossos treinos. Paulinho, grande parceiro e motivador ("Alarga essa passada!"). Chamon, nosso disciplinador nos treinos. Ivanilson, o "Papa-Légua".

Cada um teve uma história na prova, cada qual passou por seu momento, mas todos mudaram de alguma forma após cruzar a linha de chegada, tenho certeza.

Alguns fizeram seus relatos, e transmito aqui, com carinho, por que merecem o registro:

Paulinho

"Ontem, 08 de julho de 2012 (jamais esquecerei esse dia), fiz minha primeira Maratona. Corri os inesquecíveis 42.195 metros na Cidade Maravilhosa. A Corrida foi muito especial. Foram meses de treinos, dedicação e disciplina. E de quebra, nesse período, despachei seis quilos e seis unhas, também, além de ter domado o colesterol. Fiquei negão de tanto correr no sol.

Agradeço a todos os que torceram por mim e me deram forças para eu conseguir esse objetivo tão sonhado. Agradeço, também, aos amigos corredores da Equipe X, além dos treinadores/educadores Nirley e Eduardo, que compartilharam comigo treinos, objetivo e muita risada. Foram bons momentos em excelente companhia. 
A corrida é o que mais me aproxima de Deus: é meditação, prazer e relaxamento. E o meu tênis é o meu cachorro - fiel e inseparável."

Susete
"Consegui, consegui! 

Foi uma emoção cruzar a linha de chegada. Fiquei emocionada e maravilhada de presenciar tantas cenas de superação, de apoio das pessoas debaixo de chuva a nos saudar. Cenas de solidariedade, de amizade, de incentivo quando as forças pareciam esgotar. Agradeço de coração aos amigos da Equipe X."


Eduardo

"Comecei correndo minha primeira maratona bem com meu parceiro Caique, apesar da ansiedade e nervosismo do início. Estávamos no ritmo um pouco acima do que havíamos treinado. Passando várias pessoas, dentre elas índio, homem arvore, pessoas descalças... continuamos nesse ritmo até 16km, depois diminui o ritmo para o meu normal(pace 5:20), no começo da Barra da Tijuca perdi o Caique de vista. 

Um pouco depois dos 21km comecei a sentir dor no tendão de aquiles, diminui um pouco o ritmo e a dor passou! Corri bem em São Conrado, mas na subida da Niemayer vieram dores de cãimbra. No km 28, de uma hora para outra, veio a cãimbra forte na coxa direita, me encostei num muro de pedras e um gringo me auxiliou alongando a minha perna ... depois disso manquei um tempo, caminhava, corria, depois quando sentia que ia vir a cãimbra eu caminhava e quando passava, corria de novo. Ainda faltavam 14km, tinha que encará-los de qualquer jeito! Como na camiseta havia meu nome, muitas pessoas passavam por mim me incentivando: 'Vamos, Eduardo, não desiste!' 

Depois disso, todos que eu havia passado estavam me passando, escutei o chocalho do índio vindo atrás de mim e nem acreditei! rs... faltando 3km, veio uma cãimbra mais forte que a outra, um outro cara me acompanhou correndo e caminhando enquanto eu superava os meus limites! No ultimo km ele me estimulou a correr para chegarmos bonito, depois da chegada veio mais cãimbra! Mas a emoção de ter completado os 42,195 km e encontrar a Samille na chegada superou tudo! Ela me abraçou forte, chorou comigo e colocou a medalha no meu peito toda orgulhosa! 

Dessa experiência, além do aprendizado, eu levo essa frase: 'A dor é passageira, desistir é para sempre!'"

Valeu, amigos! Correr com vocês é bom demais!!!!

Boas passadas.

2 comentários:

Daniel X. disse...

Dart, parabéns por mais uma Meia Maratona. Quando é que será a sua estréia nos 42? Que tal daqui 1 ano? Essa realmente é a prova certa prara começar nos 42!!

Qto ao fato de correr sem conhecer o percurso, não é uma coisa sábia, mas já se tornou minha marca registrada, rsss.

Participei da Maratona e gostei muito da organização.
Já a tal frente fria, me pegou de jeito, e tive hipotermia apóa a prova...realmente uma fria. Mesmo assim foi a melhor corrida da minha vida.
Deixo meus parabéns tb à organização!! Este é um evento que realmente pode ser chamado de Internacional!

Caique (Carlos Henrique) disse...

Fala, Daniel !!!

realmente é um grande evento. E parabéns pelos 42k. Não é para qualquer um, definitivamente.

Boas passadas