quarta-feira, 22 de agosto de 2012

UNHAS DE CORREDOR - POR QUE ELAS TEM TANTOS PROBLEMAS

E aí, Corredor?!

A temporada de pesquisa a assuntos interessantes e importantes para nós corredores pelas revistas e sites especializados na internet continua. Hoje trago uma matéria que vem dar uma orientação mais precisa sobre o problemas dos corredores com as unhas.

Relatos de corredores com problemas de incômodo nas unhas dos pés depois de terminar alguma prova ou delas ficarem escuras e, mesmo, descolarem são muitos. Tenho amigos em que este problema é constante. Que me confirme meu parceiro de maratona Paulinho e suas 6 unhas perdidas no treinamento para a prova.

O maior algoz para as unhas dos corredores é o trauma sofrido pela repetição do movimento das passadas. Inclusive é por isso que a onicólise (problemas nas unhas dos pés) acontece com tanta frequência neste grupo. E o descolamento e a formação do hematoma debaixo da unha pode facilitar a entrada de fungos que causam a micose.

Atletas que provas de maiores distâncias, em que o atrito com o tênis acontece por maior tempo, tem mais chance de ter o problema. Isso também é influenciado diretamente pelo tipo de calçado, anatomia dos pés e o tipo de pisada que o corredor tem.

Para minimizar o trauma, o atleta deve estar com as unhas curtas, escolher um calçado confortável e adequado para o formato dos seus pés e para a sua maneira de pisar, segundo os especialistas.

Alguns produtos que auxiliam na diminuição do impacto do calçado nas unhas como as dedeiras de silicone, as de gel polímero ou ainda as de malha revestidas com gel, recomendado também pelos especialistas. Eu, confesso, já tentei usar mais o incômodo foi maior e desisti.

A escolha do tênis é fundamental para manter as unhas sadias e para tanto, é preciso saber qual o seu tipo de pisadasé. Mas independentemente do calçado e da anatomia, a regra fundamental para evitar qualquer problema é manter distância entre as unhas e o tênis. No calçado, a parte onde ficam os dedos deve ser larga o suficiente e deve haver cerca de um centímetro de espaço entre o final do dedo mais longo e o tênis, conforme recomendam os especialistas.

Relembro novamente meu amigo Paulinho, que usava tênis dois números maiores que o tamanho próprio, apenas no caso dos calçados de corrida. Eu brincava com ele e, de repente, ele é que estava certo. Mas, vale dizer que o calçado tem que estar adequadamente ajeitado ao pé. Não pode nem ser muito largo nem apertado demais.

Outra dica é a forma de amarrar o tênis, que foi publicado no post "Tênis de Corrida - Dicas para Amarrar" do E AÍ CORREDOR. 

Boas passadas.

Fonte: Site O2 por Minuto.

4 comentários:

Helena - Floripa/SC disse...

E aí, Caique.
Muito bom o post!
Eu costumo usar um número a mais. Calço 36 e uso tênis 37. Nunca mais quebrei minhas unhas ou elas ficaram pretas. Pra mim, funcionou. ;)
Abraço e bons treinos!!
Helena
correndodebemcomavida.blogspot.com
@correndodebem

Caique Responde disse...

Helena

Legal ter gostado do post. Também faço assim, compro um número maior. Mas, vou contar uma coisa, na maratona deste ano, com o tênis molhado e principalmente a meia por causa da chuva, acho que o atrito foi maior e, pela primeira vez, tô com uma unha rocha (Rss).

Mas acho que a melhor tática é mesmo o número maior. E u vou continuar fazendo assim, mesmo com o ocorrido da maratona.

Boas passadas.

Danilo Confessor disse...

Essa questão das unhas é engraçado. Eu já estou correndo há algum tempo, mas fui ter esse problema justamente quando estava fazendo uma caminhada um pouco longa (20km). Tinha feito tudo errado, usei um par de tênis e meias apertados e fui com as unhas um pouco grandes. Resultado fiquei com as duas unhas dos dedões pretas.

Ótimo post Caique.


Abraços,

Danilo Confessor
Blog Confissões de um Confessor

WELLINGTON disse...

muito bom post!
pode compartilhar?