segunda-feira, 12 de maio de 2014

VIBRAM FIVEFINGERS - UM MITO QUE CAI

E aí, Corredor?!

E de repente mais um mito caiu. A Vibram FiveFingers anunciou recentemente que não existe comprovação científica de que os seus calçados de cinco dedos, aqueles que "imitam" o formato dos pés com os cinco dedos, podem fortalecer os músculos ou prevenir lesões.

Já falei, atém bem, de tênis minimalistas aqui no E AÍ CORREDOR. Não experimentei o modelo da Vibram, utilizando um da Nem Balance, e não tive problemas com ele. Mas, é claro, sabia das limitações do calçado: utilizei em provas curtas, de 5 ou 10Km, ou em terrenos que tinham um certo amortecimento, como trilhas e na praia. Apenas uma vez corri no asfalto e até gostei. Mas o Vibram, não usei.

O FiveFingers foi introduzido no mercado em 2005 e ganhou fama nos pés de celebridades como Hugh Jackman e Scarlet Johansson, ganhando novos, e muitos, adeptos rapidamente. Marcas como Nike e Adidas lançaram tênis de estilos semelhantes.

Seu uso se difundiu ainda mais, apoiado, de certa forma, por publicações como o livro "Nascido para Correr", de Christopher McDougall. A Runners World também publicou uma matéria interessante e esclarecedora sobre o tema, que já postei no E AÍ CORREDOR (Clique aqui para ler).


Com o seu design incomum, os tênis com cinco dedos foram comercializados como uma forma de prevenção de lesões para corredores comuns.

Mas agora a Vibram, empresa fabricante do FiveFingers, admitiu em um processo judicial que não pode comprovar os benefícios dos calçados de cinco dedos e pode ser obrigada a pagar indenização aos consumidores após a declaração.

A empresa foi forçada a retirar o apelo de benefícios à saúde, depois que um consumidor americano, Valerie Bezdek, entrou com um processo judicial contra a empresa em março de 2012, em Massachusetts, onde fica a sede da fábrica.

Como parte do acordo de R$ 8,4 milhões no processo, a empresa concordou em retirar dos anúncios as afirmações relativas aos supostos benefícios à saúde, informou o jornal Daily Mail.

O acordo final está sujeito à aprovação do tribunal, mas os clientes que apresentarem reivindicações poderão receber R$ 45,00 a R$ 187,00 como compensação.

Uma coisa é certa, em todas as publicações que pesquisei antes, mencionavam a necessidade de que, para usar os calçados para correr, era importante que o usuário tivesse uma certa "experiência" em corridas, para saber como pisar. Então, não era um calçado para principiantes.

Enfim, o melhor é se prevenir e dar mais crédito para calçados com mais amortecimento. Pelo menos para nós, atletas amadores é principalmente o bem estar e não a performance para ganhar prêmios.

Boas passadas.

Fonte: Site O Estado de SP

8 comentários:

ivana. disse...

Nossa, amigo, que postagem maravilhosa esta tua. Parabéns por informar teus leitores. E o pessoal correu bastante pra comprar tais tênis, não é mesmo ? Só eu conheço uma meia dúzia de pessoas que se atiraram nos tais minimalistas ... Beijo e bons treinos.

Caique (Carlos Henrique) disse...

Pois é, Ivana. Eu me surpreendi também. Mas o calçado não é de todo condenável não e tem sua utilidade. Em treinos leves na trilha ou areia já me falaram que é show. Mas não para prevenir lesões.
Boas passadas!!!

Beto Militani disse...

Adoro, uso a 5 anos, corro cerca de 14 km com ele dia sim dia não, e é perfeto. Mas ta muito dificil de achar pra comprar. Nem a Netshoes tem mais.. ta fo@$#

Abdoul Aziz disse...

Bem..no meu caso eu agora só corro com five fingers seja da fibram ou adipren ou barefoot. Minhas experiências foram muito positivas seja na areia da praia ou no asfalto..porque me ajudou muito em não forçar impactos no meu joelho onde o menisco se lesionou e ainda em recuperação e depois de uma torção com ruptura parcial de ligamento. Seis meses depois eu não conseguia correr com tênis habituais mesmo que os meus sempre foram do tipo' rasante' mas com o uso do five finger teve que aprimorar a pisada da ponta do dedo pois TB sempre corri assim na ponta do pé mesmo com tênis normais que usava antes....o que senti na diferença foi maior equilíbrio e impulsão com five finger pois com tênis e o pé confinado às vezes virava meu pé ainda mais na rua com piso irregular...o que não ocorre com five finger pois os dedos se espalham e dão mais firmeza na pisada e maior equilíbrio além de que senti maior impulsão pois a panturrilha ficou mais forte e absorve juntos com as coisas tudo o impacto e impulsa mais....isso me gerou mais resistências e recuperação nas corridas e mesmo com 46 anos e sem frequência continua de corridas... Entro mais rapidamente em forma usando five fingers... Pra quem inicia aconselho de optar por modelos que tem um pouco mais de sola grossa..pois pode se dar estiramento no tendão tendão do tibial posterior ou no tendão do flexor do dedo dorsal...que ficam na sola do pé...mas com um mês de uso...eles ganham flexibilidade adequada e sempre aquecer muito a pisada antes de iniciar a corrida porque todos os sapatos que usamos no dia dia não têm pisada de ponta de pé.... Abraços

Abdoul Aziz disse...

Bem..no meu caso eu agora só corro com five fingers seja da fibram ou adipren ou barefoot. Minhas experiências foram muito positivas seja na areia da praia ou no asfalto..porque me ajudou muito em não forçar impactos no meu joelho onde o menisco se lesionou e ainda em recuperação e depois de uma torção com ruptura parcial de ligamento. Seis meses depois eu não conseguia correr com tênis habituais mesmo que os meus sempre foram do tipo' rasante' mas com o uso do five finger teve que aprimorar a pisada da ponta do dedo pois TB sempre corri assim na ponta do pé mesmo com tênis normais que usava antes....o que senti na diferença foi maior equilíbrio e impulsão com five finger pois com tênis e o pé confinado às vezes virava meu pé ainda mais na rua com piso irregular...o que não ocorre com five finger pois os dedos se espalham e dão mais firmeza na pisada e maior equilíbrio além de que senti maior impulsão pois a panturrilha ficou mais forte e absorve juntos com as coisas tudo o impacto e impulsa mais....isso me gerou mais resistências e recuperação nas corridas e mesmo com 46 anos e sem frequência continua de corridas... Entro mais rapidamente em forma usando five fingers... Pra quem inicia aconselho de optar por modelos que tem um pouco mais de sola grossa..pois pode se dar estiramento no tendão tendão do tibial posterior ou no tendão do flexor do dedo dorsal...que ficam na sola do pé...mas com um mês de uso...eles ganham flexibilidade adequada e sempre aquecer muito a pisada antes de iniciar a corrida porque todos os sapatos que usamos no dia dia não têm pisada de ponta de pé.... Abraços

Labvis disse...

É...não sei...se você der uma busca rápida pelo Pubmed (busc de artigos científicos ira encontrar vários!!! Artigos sobre os benefícios sobre a pisada de ante pé (o que o vibram te possibilita fazer)... mas lembrando q p migrar p um calçado minimalista o atlete precisa passar por um longo caminho d adaptaçao...

Abraço
Ps: tem artigo de 2016 já falando desses benefícios ;)

Gui disse...

Acho que a conclusão que você chega com a postagem é frágil, caro blogger.
veja bem, em ciência, sempre que não se pode chegar a uma comprovação por evidência, leva-se em conta experiências prévias, história, e, o mais importante: não se prova o contrário.
Não é possível, por exemplo, realizar um estudo comparativo controlado e duplo-cego em que se analise a utilidade do para-quedas para prevenir trauma maior e morte. Por isso, usa-se o bom senso e a história.
Há não somente um, mas centenas de relatos de corredores que correm descalços nos mais variados tipos de terrenos. Sou um deles. Corro descalço no asfalto e na areia, nas trilhas de vários tipos. Gosto de dizer que antes não tinha condições de desenvolver a técnica adequada devido ao peso desnecessário e ao excesso de "amortecimento".
Ao vestir "five fingers" ou correr descalço, ninguém pode comprovar que automaticamente vocÊ estará livre de lesão. Ninguém pode garantir que você fortalecerá objetivamente a musculatura intrínseca do pé. Pode ser que isto aconteça se você realizar um treinamento ferrenho, de boa técnica, supervisionado.
Porém, em termos de propaganda internacional, o que a Vibram fez foi retirar seu anúncio de que seus tênis seriam responsáveis por um benefício que somente pode ser resultado de treinamento consciente, responsável e disciplinado.
Ao contrário, não é possível, a partir daí, tirar a conclusão de que o melhor para o corredor amador é usar tênis com amortecimento. O amortecimento de impacto vem de uma teoria que, em minha opinião, é falha. Que o impacto é o maior causador de lesão em esportes.
O impacto é o meio. O causador da lesão é o exercício de má forma, sem postura, sem cuidado. Teorias perigosas rondam a atualidade, como "no pain, no gain". É preciso desconstruir esses conceitos que ano após ano vêm fazendo aumentar o consumo desenfreado e inconsciente. Após décadas de cada vez mais amortecimento, nenhum benefício foi comprovado nos calçados com espuma.
Que fazer?
Reaprender a correr, eu diria.

Anônimo disse...

Olá!!! Boa tarde "" Estou a procura do five fingers ..... e não acho! Alguém sabe onde posso encontrá-lo?