domingo, 3 de abril de 2011

DESAFIO SUBIDA DO COLORADO

E aí, corredor?!

Hoje foi dia de desafio. Nosso professor e amigo Nirley nos convidou em um percurso diferente para a maioria de nós. Encarar uma subida intensa de mais de 4k. Na verdade, o desafio completo foi composto de duas fortes subidas, uma menor que a outra. Mas o que mais deu adrenalina foi o fato de estarmos correndo em uma BR, a BR 020, que liga Brasília aos estados do Nordeste. Corremos em um local de trânsito intenso sendo, por várias vezes, ladeados por caminhões e ônibus. Loucura!

Saímos do Parque Vivencial, localizado no Lago Norte, nobre bairro da capital federal. Era o nosso ponto de apoio, onde deixamos os carros. E já na saída encaramos a primeira subida de quase 2 km, forte, mas apenas um preparatório para o grande desafio, a subida do colorado.

O Colorado é um antigo posto de gasolina localizado na BR 020, no ponto mais alto de Brasília. E ele deu nome ao que agora é um bairro de condomínios de alto padrão, o grande colorado. A BR 020, como já foi mencionado, é uma rodovia federal de acesso aos estados do nordeste brasileiro, com trânsito intenso durante todos os dias da semana, tanto de carros leves como caminhões e ônibus.

Existe um pequeno acostamento que era nosso local seguro e não houve problemas para corrermos. Mas era meio tenso quando, na subida, que fizemos no sentindo do fluxo da via, ouvíamos ao longe um barulho de um caminhão que depois passava por nós só deixando uma rajada forte de vento como lembrança da sua passagem.

Já havia feito esse trajeto diversas vezes, de carro, e sabia que seria muito difícil o desafio. A subida é bem intensa e nós, que treinamos em uma cidade que está a mais de 1.000m acima do nível do mar, tínhamos que superar um ganho de elevação ainda maior, mais 200 metros. Eu pensei que poderia até "quebrar".

Mas fiz muito bem todo o trajeto. Subimos e depois voltamos, descendo tudo aquilo. De cara, na BR, começamos encarando uma boa descida e dela dava para ter uma idéia da loucura que estávamos fazendo. Era uma subida muito, mas muito grande mesmo.

Fiz a ida, a subida, em 45min em um pace médio de 6min36/km, altamente confortável. Em nenhum momento senti grande cansaço, nem quando fiquei sozinho. Usei novamente o lance de ficar atento ao ritmo respiratório para me concentrar e foi tudo muito tranquilo.

Na descida, 40min para completar o mesmo trajeto e aí, bem mais fácil, é claro. Encaramos apenas uma subida, já na parte final e fomos na contramão do fluxo. Excelente corrida, com pace médio de 5min45/km, também tranquilo.

Foi uma ótima corrida, um grande desafio. Superamos tudo com grande tranquilidade e nos sentimos realizados e preparados para as dificuldades da Volta da Ilha, que faremos no final de abril em Florianópolis. Os guerreiros do desafio: Nirley, Jailto, Orion, Aline, Adaura, Natividade, Gislene, Nilson e eu. Apenas 9 pessoas encarando um grande desafio e curtindo um grande momento como corredores. 

Para quem quiser encarar, aí o mapa do percurso do Garmin:

Depois, uma confraternização para comemorar, com um churrasquinho e piscina para relaxar. Muito bom!

Boas passadas.

2 comentários:

Gi disse...

Qualquer treino com a galera X deixa de ser um desafio e torna-se uma diversão!!!Essa turminha é 10!!!

Caique (Carlos Henrique) disse...

Correr com os amigos é bom demais

Valeu, Gi.