sábado, 2 de abril de 2011

POR QUE EU CORRO?

E aí, corredor?!

Para quem nunca correu ou, se já o fez, não achou isso uma experiência agradável, certamente não entende  que leva um bando de "malucos" a ficarem, por exemplo, dando repetidas voltas em 400 metros de um estacionamento, sofrendo, sem parecer fazer nenhum sentido aquilo.

Mas correr, para mim, é mais do que o simples ato de movimentar minhas pernas na busca de um corpo e uma vida mais saudável. Supera a questão do prazer, tão importante para mim em cada quilômetro superado. Correr para mim, na verdade atualmente, e sem exagero, é viver.

Me sinto realizado ao dar minhas passadas, seja em uma prova sob um sol forte ou em um treino debaixo de uma tempestade nos nossos treinos noturnos. É a sensação de superar um estado de letargia, que para mim nunca foi total por que sempre fazia algum tipo de esporte, de maneira esporádica (uma ou duas vezes ao dia), mas sentia que existia uma falta de regularidade que comprometia o condicionamento.

Era o futebol com a família que preenchia algumas noites da semana por um tempo mas, bastava uma pessoa desistir ou machucar que o grupo se dissolvia. Ou a natação que, depois de um período de cuvas constantes, tornava difícil engrenar. Ou mesmo colocar a "magrela" para girar, mas furava um pneu e, já era, adeus pedaladas.

Mas com a corrida tudo foi diferente. Passei a correr para esquecer um momento chato da minha vida, e com ela consegui superar de maneira até fácil a fase ruim. Mesmo não gostando quando criança e adolescente, adotei o esporte por causa da possibilidade de poder fazê-lo sem grandes entraves e pelo baixo investimento inicial.

E hoje, com mais de 4 anos de rodagens, várias meias maratonas e uma maratona no currículo, posso dizer que estou completamente viciado neste louco esporte. Aliás já estava bem antes disso tudo, deste tempo todo. Me apaixonei pela corrida.

Com ela passei a me respeitar mais, a cuidar mais de mim e do meu corpo, a melhorar mais e mais a minha auto-estima, a me tornar, para mim e para os que me conhecem, uma pessoa melhor.

Por que eu corro? Para ter saúde, para me sentir vivo, para me sentir bem, feliz comigo mesmo. Corro por que gosto do vento ou da chuva no rosto, de acordar cedo e ver que tem um monte de gente junto comigo nessa. Corro pela endorfina, pelo prazer de vencer obstáculos, onde o principal deles é a preguiça, pela superação.

Tente correr, parceiro (a), mas se não "rolar", busque um esporte que te traga satisfação e se agarre a ele. Posso te garantir que isso só vai lhe fazer bem.

Boas passadas.

OBS.: Galera, me desculpe, mas fui contagiado por um programa que vi na TV e tinha que, novamente, escrever um post mais emotivo.

2 comentários:

Milani disse...

Muito bom!! Gostei

Caique (Carlos Henrique) disse...

Valeu grande amigo e excelente corredor intermediário avançado (ou seria avançado intermediário?).

Boas passadas